sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Phoenix Forgotten

Nome do Filme : “Phoenix Forgotten”
Titulo Inglês : “Phoenix Forgotten”
Ano : 2017
Duração : 87 minutos
Género : Ficção-Científica/Mystery
Realização : Justin Barber
Produção : Ridley Scott/Wes Ball
Elenco : Florence Hartigan, Luke Spencer Roberts, Chelsea Lopez, Justin Matthews, Clint Jordan, Cyd Strittmatter, Jeanine Jackson, Matt Biedel, Ana Dela Cruz, Richard Cansino, David Carrera, Roberto Medina, Serendipity Lilliana.

História : Vinte anos depois de três adolescentes terem desaparecido misteriosamente de uma localidade do Arizona, a irmã de um deles regressa à terra natal com a intenção de tentar descobrir o que realmente aconteceu ao irmão e aos dois melhores amigos dele.

Comentário : Creio que já o disse aqui, mas gosto imenso do género “found footage”, mesmo sabendo que a maioria é mentira e são falsas imagens, as coisas que vemos parecem tão verdadeiras que algumas chegam mesmo a impressionar. No caso deste filme, eu confesso ter ficado surpreendido com o rumo que a história leva, mas atenção, não esperem grandes revelações, porque não saberão o que sucedeu aos três jovens. As imagens mostram alguma coisa, mas o que realmente aconteceu aos corpos e a eles, nunca nos é revelado. É um filme curto, mas também não se pedia mais, o tempo que a fita dura é o suficiente, penso que não dava para acrescentar mais nada ali. As prestações são aceitáveis, com destaque para a actriz que desempenha a irmã do jovem principal. O constante clima de mistério também resulta muito bem. Chega a empolgar em alguns momentos, noutros as coisas não resultam tão bem. Temos algumas coisas que não são devidamente explicadas, mas como se trata de um filme de mistério, isso releva-se. Para género de camara na mão, até que o filme está muito bem filmado. Tudo bem que eu gosto de saber o que se passou neste tipo de filmes, mas se cair tudo numa de mistério e de incertezas sem grandes revelações, também não é grave, afinal o truque é esse. Já li muitas criticas negativas a este filme e até entendo parte delas, mas é como vos digo, este género não é para qualquer um, há que entender que isto apesar de ser treta da maior parte dos casos, é preciso termos respeito, porque pelo mundo, desaparece imensa gente misteriosamente e, algumas, nunca mais são encontradas. E depois temos o enorme secretismo e o “abafar” dos casos pelos governos e principalmente pelos grandes que compõem o poderio norte-americano. Está tudo dito, portanto. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário