sábado, 5 de agosto de 2017

24 Weeks

Nome do Filme : “24 Wochen”
Titulo Inglês : “24 Weeks”
Titulo Português : “24 Semanas”
Ano : 2016
Duração : 103 minutos
Género : Drama
Realização : Anne Zohra Berrached
Produção : Melanie Berke/Thomas Kufus/Tobias Buchner
Elenco : Julia Jentsch, Bjarne Madel, Emilia Pieske, Johanna Gastdorf, Maria Victoria Dragus, Mila Bruk, Barbara Focke, Julia Golembiowski, Felicity Grist, Karina Plachetka, Martin Reik, Florian Kleine, Christian Muller, Wolfgang Zarnack, Sabine Wolf.

História : Astrid é uma mulher dedicada aos palcos e à vida da rádio e da televisão que vive há mais de oito anos com um homem, de quem tem uma filha. Quando engravida de uma segunda criança, ela vê-se confrontada com dois graves problemas e a situação desta família complica-se quando chega a hora de tomarem uma decisão muito difícil.

Comentário : Existem filmes que arrasam connosco, que nos deixam completamente caídos por terra e que nos chocam, este é um deles, definitivamente. Trata-se de um filme alemão, que é um drama intenso e que funciona muito bem como tal. No entanto, eu não o aconselho aos mais sensíveis, devido à temática que aborda. Sim, é um tema complexo, possivelmente o tema mais complicado que existe e que aqui surge agravado por outros motivos. Neste caso, é metido o dedo directamente na ferida, e toma lá e cala-te, a realizadora obriga-nos a penetrar nesta questão e a seguir estes personagens envoltos num grande drama. E quando chega a tal situação, felizmente, não nos atiram à cara com quase todos os detalhes, como certos filmes o fazem. É portanto, um filme bem complicado de se seguir, nós vivemos junto com os protagonistas todo o drama da sua situação. No papel da protagonista, temos uma muito competente Julia Jentsch, que se entrega totalmente à sua personagem e nos oferece a melhor interpretação do filme inteiro. Na pele do companheiro da personagem principal, Bjarne Madel convence e, em conjunto com ela, dão-nos a sensação exacta de como se sente um casal naquela situação. Para complemento da família, a veterana Johanna Gastdorf e a pequena Emilia Pieske estão também muito bem nos seus papéis e compõem muito bem as suas personagens. Estes quatro actores conseguiram parecer verdadeira esta família fictícia, mas que podia ser real, situações como as que este filme retrata acontecem muito por esse mundo fora, infelizmente. Claro que o filme tem aspectos negativos, as imagens que mostram o bebé dentro do ventre da mãe são totalmente desnecessárias, certas situações são um pouco descabidas e o filme peca também por ter cerca de 10 minutos além do necessário. Em tirando estes três aspectos menos positivos, estamos perante um bom filme. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário