domingo, 2 de julho de 2017

The Survivalist

Nome do Filme : “The Survivalist”
Titulo Inglês : “The Survivalist”
Ano : 2015
Duração : 104 minutos
Género : Drama/Thriller
Realização : Stephen Fingleton
Produção : David Gilbery/Robert Jones/Wayne Marc Godfrey
Elenco : Martin McCann, Mia Goth, Olwen Fouere.

História : Numa Terra assolada pela fome, um dos sobreviventes vive num terreno escondido no interior de uma densa floresta. Quando duas mulheres que procuram abrigo e comida descobrem a sua fazenda, ele vê a sua existência ameaçada.

Comentário : Este é um filme de sobrevivência muito fora daquela onda de fitas tipicamente americanas, cheias de fogo de artifício e efeitos especiais. É um filme muito simples que não promete nada e nos dá muito. Prosseguindo sempre a um ritmo lento, este é um filme com uma história interessante e com alguns momentos curiosos e para isso contribuiu imenso a excelente fotografia. Temos aqui uma cena que podia ter resultado em algo muito aflitivo e ainda bem que não foi mais longe, a dita personagem não avançou no procedimento. Por falar nisso, a jovem Mia Goth tem aqui uma boa prestação, eu entendi muito bem a sua personagem, ela é uma rapariga instruída para uma missão que só a descobrimos na cena final, é ela também que possui o melhor arco dos três protagonistas. No papel do personagem masculino principal, encontramos Martin McCann, detentor de uma poderosa prestação, foi gratificante seguir a sua jornada e vermos onde tudo vai parar. Aliás, a química dele com as duas personagens femininas funciona na perfeição, principalmente com a mais nova. Por último, Olwen Fouere tem uma interpretação igualmente convincente, embora eu não tenha percebido o destino que deram à sua personagem. Também não entendi porque motivo a primeira coisa que o protagonista masculino faz com a miúda é ter relações sexuais e com a agravante de ter o consentimento tanto da jovem quanto da sua mãe. É algo que não faz sentido. Temos cenários naturais e bonitas paisagens, o aparecimento daquele grupo de criminosos perto do final era totalmente desnecessário e o twist final, apesar de aceitável, não se mostrou ao nível de tudo mostrado até então. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário