domingo, 28 de maio de 2017

I Am Not Your Negro

Nome do Filme : “I Am Not Your Negro”
Titulo Inglês : “I Am Not Your Negro”
Titulo Português : “Eu Não Sou O Teu Negro”
Ano : 2016
Duração : 93 minutos
Género : Documentário
Realização : Raoul Peck
Produção : Raoul Peck
Elenco : Samuel L. Jackson, James Baldwin, Harry Belafonte, Shumerria Harris.

História : Em 1979, James Baldwin escreveu ao seu editor dizendo que o seu próximo projecto, “Remember This House”, seria um livro revolucionário sobre as vidas e os assassinatos de três dos seus amigos mais próximos : Medgar Evers, Malcolm X e Martin Luther King Jr. Quando morreu em 1987, deixou apenas trinta páginas do manuscrito.

Comentário : Tinha que ver este documentário, decididamente, não podia deixá-lo passar. O nazismo e o racismo foram coisas terríveis e ainda existem pontas deles na actualidade, infelizmente. Não conhecia o escritor James Baldwin e tenho que agradecer ao realizador Raoul Peck por ter feito este filme, caso contrário nunca teria ouvido falar dele, nem da sua ligação com aqueles três lideres negros. O racismo é uma coisa que me incomoda bastante, pessoalmente eu penso que todos somos seres humanos, independentemente da cor, religião ou tendências e descriminar alguém só porque é diferente da maioria ou não, é algo que é condenável. É um filme ou documentário que se vê e segue muito bem, somos levados pela maravilhosa voz de Samuel L. Jackson, que se expressa muito bem nas suas palavras. Temos imensas imagens de arquivo de muita gente e até somos brindados com referências a alguns filmes que poderão ou não abordar o racismo em si, mas de certeza que envolvem os negros. É um documentário de uma grande riqueza informativa. Confesso ter ficado a saber pouca coisa daquilo que eu nada conhecia de Medgar Evers, Malcolm X e Martin Luther King Jr., mas eu sou um ignorante no que às questões políticas diz respeito, prefiro as questões pessoais e familiares. É um documentário fulcral para se entender melhor o racismo em si, que tenta explicar o porquê desse sentimento existir, embora eu ache que isso nunca é devidamente explicado ao longo da quase hora e meia de fita. Na minha opinião, os seres humanos são racistas, simplesmente porque não toleram o que é diferente deles, lidam mal com a diferença e isso não acontece somente com as raças, acontece com tudo o que envolve ser-se humano e toda a diversidade que isso abarca. Um último reparo, tornei-me simpatizante de James Baldwin. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário