domingo, 7 de maio de 2017

Aquarius

Nome do Filme : “Aquarius”
Titulo Inglês : “Aquarius”
Titulo Português : “Aquarius”
Ano : 2016
Duração : 146 minutos
Género : Drama
Realização : Kleber Mendonça Filho
Produção : Said Ben Said/Emilie Lesclaux/Michel Merkt
Elenco : Sonia Braga, Maeve Jinkings, Irandhir Santos, Humberto Carrão, Zoraide Coleto, Fernando Teixeira, Buda Lira, Paula Renor, Daniel Porpino, Barbara Colen, Pedro Queiroz, Carla Ribas, Germano Melo, Julia Bernat, Thaia Perez, Arly Arnaud, Leo Wainer, Lula Terra, Allan Souza Lima, Valdeci Junior, Clarissa Pinheiro, Rubens Santos, Bruno Goya, Andreia Rosa, Joana Gatis, Fábio Leal, Amanda Gabriel.

História : Clara é uma sexagenária viúva que vive na zona nobre da Avenida Boa Viagem, no Recife, Brasil. Foi ali que partilhou a vida com o marido, viu crescer os seus três filhos e passou a época mais marcante da sua existência. Com o intuito de construir um condomínio mais moderno naquele mesmo lugar, a Construtora Bonfim conseguiu adquirir todos os apartamentos do prédio, excepto o dela. E, por mais que Clara afirme que não existe preço que a faça vender o seu, acaba por se ver constantemente pressionada a mudar de ideias. Cansada de ser atormentada, resolve guerrear.

Comentário : Antes de mais tenho que dizer aqui que gosto bastante de cinema brasileiro e achei este novo filme de Kleber Mendonça Filho magnífico. Eu sou um grande admirador da actriz Sónia Braga e confesso que ela tem neste filme uma prestação excepcional. Conheço poucas actrizes nacionais com uma qualidade interpretativa como ela tem. Não entendi a polémica que se gerou no Brasil com este filme e também não o acho um filme político. É antes uma obra que mexe bem com a questão social, trabalhando o espaço como um dos personagens. A personagem principal tem uma forte ligação emocional com o apartamento onde mora, uma conexão muito vincada com o espaço envolvente. Foi ali que ela viveu com o marido, foi ali que ela criou os filhos, foi ali que ela viveu e ultrapassou um cancro, enfim, aquele apartamento é a vida dela. É um filme que mostra como é o brasileiro pobre, bem como as dificuldades que passam. Mas é igualmente uma obra que identifica a mentalidade de todos aqueles que só pensam no dinheiro e no poder, os que não têm valores e passam por cima dos sentimentos dos outros para alcançar um determinado fim. A música também tem um papel muito importante aqui e a protagonista joga-nos várias referências na cara, algumas bem deliciosas. O elenco de secundários é bastante competente e a química da protagonista com todos eles é bastante boa. Alguns objectos têm aqui algum destaque e existe um deles que tem um grande simbolismo. O trabalho de realização é bom, nota-se que houve um cuidado especial nos detalhes. Nota negativa para algumas cenas fora do contexto que não fazem falta nenhuma. Acho o filme um pouco longo, menos vinte minutos e ficava bem ajustado. As pessoas actualmente andam meio desligadas dos valores familiares e morais e este filme é um alerta para essa triste realidade. Uma última palavra para o final do filme, eu adorei a maneira como o filme terminou. “Aquarius” é uma obra que devia ser vista por todos aqueles que apreciam o verdadeiro cinema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário