sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

I, Daniel Blake

Nome do Filme : “I, Daniel Blake”
Titulo Inglês : “I, Daniel Blake”
Titulo Português : “Eu, Daniel Blake”
Ano : 2016
Duração : 100 minutos
Género : Drama
Realização : Ken Loach
Elenco : Dave Johns, Hayley Squires, Briana Shann, Dylan McKiernan, Sharon Percy, Julie Nicholson, Micky McGregor, Kate Rutter, Dan Li.

História : Diagnosticado com um grave problema de coração, Daniel Blake, um viúvo de 59 anos, tem indicação médica para deixar de trabalhar. Mas quando tenta receber os benefícios do Estado que lhe concedam uma forma de subsistência, vê-se enredado numa burocracia injusta e constrangedora.

Comentário : Gostei bastante deste filme inglês que nos alerta para um problema dos nossos dias, a burocracia, variando de país para país, é sempre este o problema que as pessoas humildes encontram quando tentam resolver as suas questões. É um filme inquisidor, que mete o dedo directamente na ferida, ele denuncia o problema. É um filme premiado que está muito bem escrito e tem cenas marcantes, sendo a minha preferida a dos dizeres na parede. No papel do protagonista, Dave Johns está brutal na pele do homem sofrido e doente que é humilhado pela Segurança Social e vê-se sujeito às leis enervantes de todo um sistema que está concebido para não ajudar quem mais precisa. Ele tem a melhor prestação do filme. Como amiga do protagonista, a actriz Hayley Squires vai muito bem e chega mesmo a emocionar, na cena da lata no abrigo ela atinge o auge. A sua personagem é uma mãe solteira que também possui problemas com o sistema, ela já foi mendiga e tem que batalhar no duro para garantir a sobrevivência dos seus dois filhos menores. E a pequena Briana Shann é um nome a ter em conta futuramente, ela se saiu muito bem aqui. O filme é um pouco parado, embora nunca aborrecido. É uma fita que se vê muito bem, eu próprio me senti totalmente envolvido na história. É devido a filmes como este que ainda vale a pena irmos ao cinema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário