domingo, 29 de janeiro de 2017

We Are What We Are

Nome do Filme : “We Are What We Are”
Titulo Inglês : “We Are What We Are”
Ano : 2013
Duração : 105 minutos
Género : Drama/Thriller
Realização : Jim Mickle
Elenco : Michael Parks, Bill Sage, Ambyr Childers, Julia Garner, Jack Gore, Odeya Rush, Kelly McGillis, Kassie Wesley DePaiva, Wyatt Russell, Annemarie Lawless, Traci Hovel, Nat DeWolf, Nick Damici, Vonia Arslanian, Joel Nagle, Reagan Leonard, Jack Turner.

História : Ao mesmo tempo que a família Parker tenta fazer tudo para manter um segredo que tem décadas, um delegado policial chamado Doc Barrow inicia uma investigação a nível pessoal para saber porque motivo três pessoas desapareceram misteriosamente naquela região e se o aparecimento de ossos está ligado a isso.

Comentário : Trata-se de um bom thriller realizado por Jim Mickle que possui um fantástico twist a meio do filme. Confesso que fiquei admirado quando me foi revelado o segredo da família, nunca pensei que a coisa chegasse a tanto. Eu não o considero um filme de terror, está mais virado para um thriller policial violento. Li algures que este filme é uma espécie de remake de um outro filme, nunca vi esse original. O argumento apresenta falhas, nomeadamente na sua conclusão, existem coisas que não são devidamente explicadas. A fotografia do filme é bastante cativante e temos excelentes planos, eu adorei aquela sequência perto do final em que as duas miúdas incluem o pai na ementa do jantar, o cenário é brutal.

Do elenco todos estão bem, gostei de todas as prestações no geral, com destaque para a bonita Ambyr Childers, possivelmente a melhor interpretação do filme. Tem cenas que eu gostei, outras talvez não tivessem resultado tanto, temos ainda a história do livro do pai das miúdas, que origina uma narrativa dentro da principal. Essa segunda narrativa ou história explica um pouco as razões dos membros daquela família agirem daquela maneira, e dá a entender que a coisa já vem desde há séculos, que aquilo é um costume que algumas pessoas costumam seguir, é o caso desta família Parker. “We Are What We Are” é assim um thriller eficaz que mostra que o ser humano sempre foi um animal muito estranho, uma obra estruturalmente agradável e que se segue bem, embora apresente algumas falhas no que ao argumento dizem respeito, houve coisas que ficaram por explicar. É um filme detentor de uma história que aborda um tema que dá que pensar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário