domingo, 22 de janeiro de 2017

Moonlight

Nome do Filme : “Moonlight”
Titulo Inglês : “Moonlight”
Ano : 2016
Duração : 110 minutos
Género : Drama
Realização : Barry Jenkins
Elenco : Alex Hibbert, Ashton Sanders, Trevante Rhodes, Mahershala Ali, Andre Holland, Naomie Harris, Janelle Monae, Jharrel Jerome, Stephon Bron, Jaden Piner.

História : O relato da vida de um jovem afro-americano nas três fases da sua vida : a infância, a adolescência e o início da vida adulta. Apesar de ter crescido num bairro empobrecido de Miami e de não ter tido grande apoio emocional e afectivo dos pais, ele luta para encontrar a sua identidade e conquistar o seu lugar no mundo.

Comentário : Eu fico feliz quando gosto muito de um filme que é muito bom e que venho a saber depois que é de baixo orçamento. Este é um deles e se fizesse um top com os dez melhores filmes de 2016, de certeza que este filme estaria lá. O filme é muito bem realizado por Barry Jenkins que dirigiu um filme razoável anteriormente. A obra está cuidadosamente dividida em três partes que assumem o nome que o protagonista leva nas três fases a que cada uma dessas partes fazem alusão : infância, adolescência e fase adulta. Na primeira parte, o personagem é vivido pelo pequeno Alex Hibbert, que não sendo o melhor dos três, consegue nos transmitir a ideia de um miúdo atormentado pela falta de afecto dos progenitores. Na segunda parte, o personagem principal é interpretado pelo jovem Ashton Sanders, que tem mais experiência e isso nota-se, ele dá-nos a ideia de um adolescente vítima de bullying e que está no despertar da sua vida sexual. Por fim, na terceira e última fase, quem assume o papel é o expressivo Trevante Rhodes, um actor que com a sua cara, consegue transmitir todas as emoções e inseguranças do personagem, ele é o melhor dos três em campo e chega a emocionar tanto a nivel interpretativo, como também a nível físico, sendo o principal destaque a sua excelente expressividade. Ele diz muito apenas com as suas expressões e com o seu olhar.

Quem também possui uma excelente prestação é a actriz Naomie Harris, ela manda muito bem aqui, chega-nos a comover com a total entrega sua à personagem, nos transmitindo dor, sofrimento e arrependimento. A sua química com Trevante Rhodes é boa, nas poucas cenas em que os dois contracenam. O actor Mahershala Ali tem aqui um brilhante papel, ele assume a figura de “pai” do protagonista enquanto miúdo, ele está quase sempre presente para o ajudar e isso nota-se mais quando o pequeno personagem está mais carente. Já Janelle Monae empresta a sua beleza e excelente qualidade interpretativa à companheira do “pai protector” de M. Ali e o faz com bastante serenidade, ela convence totalmente, é uma espécie de madrinha do nosso “herói”. E Andre Holland fecha o elenco com chave de ouro, ele faz do “amigo” e também é o responsável pelo despertar da identidade sexual do nosso protagonista, ele é um personagem essencial à narrativa. Os últimos quinze minutos do filme apresentam excelentes e notáveis momentos entre os dois, são as melhores cenas da fita. O filme possui ainda uma excelente fotografia e está muito bem filmado, o realizador não usou a técnica com imagem granulada e o modo tremido que se costuma usar em alguns filmes independentes. A história está muito bem contada e é-nos apresentada de igual modo, tudo muito bem estruturado. Para isso ajudou e muito o excelente argumento que é de primeira água. “Moonlight” é um excelente filme independente que mostra que alguém machucado e traumatizado pelo passado pode vencer e tentar ser feliz à sua maneira. É um drama humano sobre a vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário