quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Fences

Nome do Filme : “Fences”
Titulo Inglês : “Fences”
Titulo Português : “Vedações”
Ano : 2016
Duração : 140 minutos
Género : Drama
Realização : Denzel Washington
Produção : Denzel Washington
Elenco : Denzel Washington, Viola Davis, Stephen Henderson, Jovan Adepo, Russell Hornsby, Mykelti Williamson, Saniyya Sidney.

História : Um homem, que durante a sua infância sonhava tornar-se num grande jogador de basebol, acaba frustrado com um emprego na recolha do lixo.

Comentário : Este filme é baseado numa peça de teatro e confesso que adorei esta fita realizada com grande dedicação e afinco pelo grande Denzel Washington. O filme tem poderosos diálogos que se encontram inseridos em longas sequências de conversa entre os sete membros do soberbo elenco, como se se tratasse realmente de uma peça de teatro. Trata-se de um rigoroso trabalho de adaptação de uma história complexa, que resultou de forma perfeita, eu fiquei preso ao ecrã ao longo das quase duas horas e meia. Realizado, produzido e interpretado por Denzel Washington, estamos realmente perante um dos melhores filmes de 2016. Penso até que as nomeações que tem são poucas para a sua grandiosidade. Não conheço a peça em que o filme se baseia, mas gostei da história, é um drama intenso e muito humano sobre pessoas, sobre a vida. Existe muito sentimento neste filme, existe muita vida e muita entrega por parte dos sete actores que compõem a peça. É um filme que fala de abdicarmos dos nossos sonhos, que transmite a ideia que a vida nos prega partidas, o que não deixa de ser verdade. É um filme que nos diz directamente na cara que viemos a este mundo para sofrermos e que temos que conviver com os nossos erros, que insistem em nos infernizar a nossa existência.

No papel principal, o excelente Denzel Washington está soberbo. Ele é um actor perfeito, tal como Meryl Streep é uma actriz perfeita. Ele consegue neste filme possivelmente a melhor prestação da sua longa carreira, é aquele tipo de interpretação que deixa a sua marca. O seu personagem nos transmite a imagem de um homem sofredor e marcado por um passado muito duro. Adorei o seu Troy. Depois de uma boa prestação em “Suicide Squad”, a grande actriz Viola Davis possui em “Fences” a melhor interpretação da sua carreira, aqui dá-nos uma mulher sofrida que abdicou dos seus sonhos e de ter uma vida própria, para se dedicar e viver para um homem, Troy. Confesso que ela me fez sentir os dramas da sua personagem, que me desculpem a Emma Stone e a Isabelle Huppert (duas excelentes actrizes), mas preferia que o óscar de melhor actriz fosse para Viola Davis, ainda que eu saiba que ela não está nomeada na categoria de actriz principal. A química entre Denzel e Viola é perfeita e sente-se fora do ecrã. Stephen Henderson, no papel de melhor amigo de Troy, convence bastante no seu personagem. Como filhos do protagonista mas de mães diferentes, Jovan Adepo e Russell Hornsby têm interpretações tocantes, cada um do seu jeito, embora eu tenha gostado mais do personagem do primeiro, Cory, puxa, como eu entendo este personagem. Mykelti Williamson está muito bem como irmão de Troy, ele nos transmite tristeza e alegria ao mesmo tempo. Por último, a pequena Saniyya Sidney nos contagia com a sua vivacidade, ela tem muito talento, gostei da sua participação, será uma futura estrela. “Fences” é um filme que eu não esquecerei, porque eu o entendi na perfeição. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário