domingo, 15 de janeiro de 2017

All We Had

Nome do Filme : “All We Had”
Titulo Inglês : “All We Had”
Ano : 2016
Duração : 105 minutos
Género : Drama
Realização : Katie Holmes
Produção : Katie Holmes
Elenco : Katie Holmes, Stefania Owen, Katherine Reis, Judy Greer, Eve Lindley, Richard Kind, Mark Consuelos, Odiseas Georgiadis, Tim Markham, Richard Petrocelli, Michael Cavadias, Lolita Foster, Randy Gonzalez, Siobhan Fallon, Luke Wilson.

História : Uma mulher irresponsável tenta fazer tudo o que está ao seu alcance para proporcionar uma vida melhor para a sua filha adolescente.

Comentário : Em primeiro lugar, tenho que confessar que sempre fui admirador de Katie Holmes enquanto mulher e actriz, pelo que ela sempre foi muito bonita ou o era, antes de se casar com Tom Cruise. O seu casamento com Tom Cruise só contribuiu para a degradação da actriz enquanto mulher, e a única coisa boa que sobrou dessa relação é uma linda menina chamada Suri. Katie Holmes produz, realiza e protagoniza este “All We Had”, um filme independente que eu já ansiava à muito tempo, praticamente desde o dia em que soube que Katie Holmes o ia fazer. Não sendo excelente, é um humilde e razoável drama sobre uma família disfuncional, elas são duas, são mãe e filha. A mãe passa a vida a trocar de namorado e de empregos, mas sem nunca deixar faltar nada à filha, a única coisa que sempre faltou à miúda foi um pai, não que ela precise de um, claramente. Com alguns erros, o argumento é eficaz e oferece-nos uma narrativa linear, onde mãe e filha vão conhecendo várias pessoas que as vão ajudando, devido à condição sempre complicada em que as duas se encontram.

No papel da mãe, Katie Holmes está bastante competente, que ela é uma boa actriz já sabíamos, mas também é verdade que não se sai nada mal como produtora e realizadora de cinema. Ficarei à espera de um novo filme dela. No papel de filha, a bonita Stefania Owen tem uma interpretação excelente, fiquei rendido ao talento desta jovem, a miúda tem a melhor personagem do filme. Existe uma química muito forte entre as duas, fazendo com que a empatia e a relação entre Katie Holmes e Stefania Owen resulte na perfeição, seja como actrizes, seja enquanto personagens. O excelente trabalho do pequeno grupo de secundários também ajudou a que a coisa desse certo, com destaque para a personagem do filho do dono do café que emprega Rita. Desta forma, Rita Carmichael e Ruthie Carmichael são duas excelentes personagens, é praticamente impossível a quem vê o filme não ficar do lado delas. Apesar da má conduta de vida que a mãe leva, ela ama realmente aquela filha, ou não fosse ela, uma mãe solteira atenciosa e sempre preocupada com a miúda. Confesso estar muito satisfeito com a evolução que Katie Holmes teve na sétima arte e lamento as fracas classificações que este filme teve, não entendo mesmo. Katie Holmes fez um grande esforço para que esta obra funcionasse e penso que, quem goste de filmes dramáticos vai gostar dele. Lamento é que ela ainda não tenha iniciado a filha no mundo do cinema, adorava ver Suri Holmes a entrar num filme, mas que fosse um filme sério. “All We Had” é um filme simples e eficaz que aborda temas complexos, mas que me surpreendeu pela positiva. Gostei. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário