domingo, 18 de dezembro de 2016

The Light Between Oceans

Nome do Filme : “The Light Between Oceans”
Titulo Inglês : “The Light Between Oceans”
Titulo Português : “A Luz Entre Oceanos”
Ano : 2016
Duração : 133 minutos
Género : Drama/Romance
Realização : Derek Cianfrance
Elenco : Michael Fassbender, Alicia Vikander, Rachel Weisz, Florence Clery, Caren Pistorius.

História : O humilde faroleiro Tom Sherbourne e a sua esposa Isabel, formam um casal feliz que vive numa ilha na costa da Austrália, no período após a Primeira Guerra Mundial. O maior desejo do casal é terem uma filha, mas depois de Isabel abortar duas vezes, perderam a esperança de que tal possa acontecer. No entanto, um dia o casal resgata uma menina que deu à costa, sozinha num barco a remos. Os dois decidem chamá-la de Lucy e adotá-la como sua filha. Depois de alguns anos de felicidade, Tom e Isabel, numa visita ao continente, encontram a viúva Hannah Roennfeldt, que perdeu o marido e a filha bebé no mar. Torna-se claro para Tom que Lucy é a filha desaparecida de Hannah, e ele sente que é seu dever devolver a criança à mãe verdadeira. Mas Isabel não quer que a sua família feliz seja destruída e muito menos perder Lucy. Um maravilhoso sonho transforma-se então num pesadelo, trazendo à superfície questões tão difíceis sobre o casamento e a paternidade.

Comentário : Este era um dos filmes mais esperados do ano para mim não só pela história que conta, por ter como protagonistas dois dos meus atores preferidos – o excelente actor Michael Fassbender e a linda e igualmente excelente actriz Alicia Vikander – mas também por se tratar de uma fita que aborda temáticas muito complexas que se podem facilmente resumir como sendo as relações entre pessoas. O filme fala do amor entre dois casais, fala do amor entre mães e filhos, fala da perda, de problemas emocionais, do luto, de atitudes tomadas sem pensar, fala também da dor de se perder filhos e, por último, do amor ao próximo. É uma grande e poderosa história de amor. O realizador Derek Cianfrance, que nos facultou excelentes filmes como “Blue Valentine” e “The Place Beyond The Pines”, soube articular muito bem todos estes ingredientes e o resultado é um drama intenso muito bem concebido, cujo argumento apenas peca em um ou outro erro.

Michael Fassbender (“Hunger”, “Shame”, “12 Years A Slave”) tem aqui mais uma excelente interpretação, gostei de algumas coisas da sua personagem, embora seja contra a atitude dele que estragou a família. Alicia Vikander (The Danish Girl) tem também uma interpretação muito boa, a sua personagem sofre o filme quase todo, a actriz consegue fazer passar para o espectador todo o drama que envolve a sua personagem, ou seja, a situação de uma mulher naquela situação. Rachel Weisz (The Constant Gardener) também convence no seu papel. Adorei estas três personagens. E as jovens Florence Clery (infância de Lucy-Grace) e Caren Pistorius (fase adulta de Lucy-Grace) também possuem uma forte presença no écrã. O filme aborda questões, e as personagens principais tomam decisões, que podem ser bem vistas ou não, depende da sensibilidade e do ponto de vista de cada espectador. Pessoalmente, tenho a minha opinião própria que não irei revelar. Quanto ao filme, gostei bastante, foi uma boa forma de terminar mais um ano cinematográfico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário