domingo, 18 de dezembro de 2016

Pare, Escute, Olhe

Nome do Filme : “Pare, Escute, Olhe”
Titulo Inglês : “Stop, Listen, Look”
Titulo Português : “Pare, Escute, Olhe”
Ano : 2009
Duração : 106 minutos
Género : Documentário
Realização : Jorge Pelicano
Elenco : Abílio Ovilheiro, Pedro Couteiro, Acácio Amaral, Pedro Fernandes, Rosa Teixeira Silva.

História : Por razões políticas e de altos interesses, uma linha férrea é fechada, prejudicando gravemente toda a região e dificultando a vida a todos os cidadãos das localidades que do comboio precisavam.

Comentário : Com o mesmo entusiasmo com que um político inaugura alguma obra, um outro manda encerrar uma outra que não devia ser fechada. Basicamente, seria assim que se podia resumir este documentário. O realizador Jorge Pelicano é perito em filmar documentários e fez este filme “denúncia” que mostra como a ganância e a corrupção podem prejudicar as vidas de tantas pessoas, onde o dinheiro fala mais alto. A fita foi muito bem filmada e montada, divide-se entre os comentários dos poderosos e as queixas e relatos dos habitantes locais que nos explicam como o encerramento da linha dificultou-lhes a vida. Com isto podemos concluir que os grandes ganham sempre e nunca são responsabilizados e condenados pelos seus delitos, enquanto que os mais fracos sofrem sempre na pele e pagam pelas patifarias do “peixe-graúdo”. Pelo menos, em Portugal é quase sempre assim. Penso que o realizador conseguiu o seu objectivo com este filme, embora não lhe tivesse valido de quase nada, o mal está feito e não pode ser remediado. A grande verdade é que, desde o 25 de Abril, que grande parte dos nossos políticos e detentores de altos cargos públicos e privados são corruptos e praticam actos ilicitos e geralmente é quase sempre tudo camuflado e abafado, o máximo que alguns sofrem são penas leves ou multas. No caso do assunto deste filme, fiquei triste com o encerramento da linha de comboio que servia aquelas zonas e é triste que os seus habitantes tenham pagado um preço muito alto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário