sábado, 19 de novembro de 2016

Axilas

Nome do Filme : “Axilas”
Titulo Português : “Axilas”
Ano : 2016
Duração : 85 minutos
Género : Drama/Comédia Dramática
Realização : José Fonseca e Costa
Produção : Paulo Branco
Elenco : Pedro Lacerda, Maria da Rocha, Margarida Marinho, Elisa Lisboa, André Gomes, Fernando Ferrão, Paula Guedes, Rui Morisson, Luis Mascarenhas.

História : É a Avó que o apresenta ao Padrinho, um grande empresário que o toma como seu protegido, e a Angelina, a mulher com quem a Avó pretende que ele se case. Mas Lázaro tem outros interesses ocultos, o mais importante dos quais é uma fixação obsessiva pelas axilas femininas. Quando vê a violinista Maria Pia a tocar, Lázaro apaixona-se de imediato e passa a viver em função dela.

Comentário : Se existem vezes em que o cinema português se recomenda, outras há em que não é nada aconselhável, porque ainda está bem patente aquele estigma que diz que o cinema português é mau. Bom, no caso deste filme que o público leigo não gostou, eu gostei, embora o recomende apenas aos que querem experimentar algo diferente. Confesso que não conhecia o actor Pedro Lacerda e simpatizei com a sua personagem bem como gostei da interpretação do actor, embora os seus actos sejam bastante duvidosos. Elisa Lisboa é uma senhora e vai muito bem no seu papel. O mesmo se pode dizer das bonitas Maria da Rocha e Margarida Marinho, as duas actrizes têm personagens muito interessantes e é agradável acompanharmos o seu evoluir. E Fernando Ferrão está espectacular. Na altura em que o filme estreou, eu nem reparei nele, mas agora tive a sorte de o descobrir e gostei da surpresa, apesar de não ser um grande filme, é apenas algo razoável que se segue muito bem ao longo dos seus oitenta minutos. O filme possui um tom cómico que assenta muito bem com algumas situações, por vezes, humor negro. A produção é de Paulo Branco, alguém que está como peixe na água nesta área, o homem vive para o cinema, só lhe falta realizar um filme a sério. Um último apontamento, “Axilas” é o filme póstumo do realizador José Fonseca e Costa que julgo ter falecido pela altura da pós-produção da fita. Um filme que eu recomendo aos cinéfilos mais reservados e nada dados a facilidades. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário