sexta-feira, 21 de outubro de 2016

The Model

Nome do Filme : “The Model”
Titulo Inglês : “The Model”
Titulo Português : “A Modelo”
Ano : 2016
Duração : 105 minutos
Género : Drama
Realização : Mads Matthiesen
Elenco : Maria Palm, Ed Skrein, Marco Ilso, Dominic Allburn, Virgile Bramly, Thierry Hancisse, Leonardo Lacaria, Elise Lissague, Claire Tran.

História : Emma é uma bonita e sensual adolescente que sonha em vir a torna-se uma modelo profissional. Assim, abandona os pais e a irmã mais nova e parte para Paris. Uma vez lá chegada, ela planeia obter o tão desejado sucesso.

Comentário : Ao contrário daquilo que possam pensar, este filme não aborda a questão das jovens que são enganadas e falsamente conduzidas a um mundo supostamente repleto de facilidades por uma cambada de nojentos. Aliás, está muito longe disso. Ainda que tenha que admitir que este “The Model” está bem melhor do que o recente “The Neon Demon”, o primeiro é quase tudo aquilo que o segundo devia ter sido. Na sua estreia em cinema como actriz, a jovem Maria Palm até esteve bastante bem, pode-se dizer que ela possui a melhor prestação da fita, para além de ser muito bonita. A realização é boa, nota-se que o filme está bem filmado, bem montado e bem editado. Gostei da personagem que o actor Ed Skrein interpretou, ele está muito longe de ser o interesseiro que se quer aproveitar da novata, pelo contrário, ele está sempre disposto a ajudá-la e odeia que lhe mintam. Ele representa um dos poucos tipos sérios que ainda deve existir no ramo da moda.

O mesmo não se pode dizer do nojento que se serve sexualmente de Emma na piscina, diga-se uma das cenas mais nojentas do filme. O problema deste filme é a própria Emma enquanto personagem, ela não consegue fazer nada acertado, ela faz quase tudo errado, para além de se revelar uma ordinária pouco depois do começo da fita, ao trair o namorado que ficou na Dinamarca. Talvez por culpa do fraco argumento, a personagem Emma é muito pobre, ou a miúda é ingénua, ou então é mesmo uma grande cabra, porque ela faz tudo errado, nem parece que quer singrar na vida. A única altura em que sentimos realmente pena da protagonista é perto do final, quando ela é violada por aquele nojento responsável pelo aluguer dos apartamentos. Nós sabemos muito bem que esta indústria da moda é muito penosa para as jovens e o filme falha precisamente por não nos transmitir essa mensagem. Mesmo assim, gostei deste filme. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário