segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Tara

Nome do Filme : “Tara”
Titulo Inglês : “Tara : The Journey Of Love And Passion”
Ano : 2013
Duração : 110 minutos
Género : Drama
Realização : Kumar Raj
Elenco : Rekha Rana, Rohan Shroff, Brijesh Kori, Sapna Choubisa, Shreechand Makhija, Rohit Raj, Ashish Saleem.

História : Tara é uma linda e sensual jovem cigana indiana que vive feliz com o seu grupo e com o seu marido. Por coincidência, ela e o marido fazem amor e a miúda fica grávida na véspera da prisão dele. Triste com a prisão do marido e mais tarde após descobrir que espera uma filha dele, Tara vive em permanente desgosto e desespero, sendo também atormentada por um nojento de um vizinho que apenas pretende servir-se dela. A situação de Tara piora muito quando o marido sai finalmente da prisão e, ao receber a noticia que vai ser pai, não acredita na esposa, alegando que o filho não pode ser dele, porque ele esteve preso. Acusada de adultério por quase todos, Tara vê a sua vida se transformar num verdadeiro inferno.

Comentário : Hoje vi este filme indiano que adorei. Confesso que não costumo ver filmes indianos, mas tive a sorte de encontrar este e fiquei surpreendido pela positiva. O filme tem um bom argumento, um bocado cliché é verdade, mas o facto de se tratar de uma obra de um país com poucos recursos, a coisa aceitou-se bem e funcionou. Esta é a grande estreia da linda e talentosa Rekha Rana em cinema a sério, a jovem é realmente muito bonita e sensual, obteve com a sua Tara (a protagonista do filme), uma excelente interpretação, que grande prestação. Rekha Rana e a sua personagem principal “Tara” são o melhor e a alma do filme. As interpretações do elenco mais envelhecido estão aceitáveis, porém, as de alguns jovens deixam algo a desejar. Gostei imenso da história deste filme e o final é soberbo, estou a falar da decisão final de Tara, grande mulher. Como factores negativos, temos alguns cortes ao longo do filme, uma má montagem e sequências musicais que caem mal numa história dramática como esta. A fotografia também vem servida com alguns erros no que à iluminação diz respeito. O pouco humor que por lá caminha também é totalmente desnecessário. Mas no geral, os aspectos positivos superam os negativos, num filme que se segue muito bem, detentor de uma verdadeira estrela chamada Rekha Rana, uma jovem atriz que fez da sua “Tara”, uma personagem de referência em Bollywood. Gostei imenso deste filme.

Nenhum comentário:

Postar um comentário