sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Blair Witch

Nome do Filme : “Blair Witch”
Titulo Inglês : “Blair Witch”
Titulo Original : “The Woods”
Titulo Português : “O Bosque”
Ano : 2016
Duração : 89 minutos
Género : Terror
Realização : Adam Wingard
Elenco : James Allen McCune, Callie Hernandez, Corbin Reid, Brandon Scott, Wes Robinson, Valorie Curry.

História : Depois de descobrir um vídeo mostrando o que ele acredita ser as experiências paranormais da sua irmã numa floresta amaldiçoada, James e um grupo de amigos partem para o local com a intenção de encontrarem a miúda.

Comentário : Depois de ter saído o filme “The Blair Witch Project”, um filme de terror de orçamento reduzido, desde então surgiram imensos filmes parecidos e do mesmo género, a maioria maus exercícios de cinema. Eu confesso que gostei desse filme, era algo realmente novo naquilo que ao terror diz respeito. A partir desse filme, fitas com camara a tremer nasciam como cogumelos todos os anos, a maioria eram más, poucas razoáveis e uma ou outra era boa. Agora, surge-nos este curioso filme que teve como titulo inicial “The Woods” e que depois mudaram-lhe o nome para “Blair Witch”, mas isso até se compreende, visto tratar-se de uma sequela. Posto isto, o que temos aqui é mais do mesmo e tudo visto em outros filmes do género, clichés incluídos. Temos um grupo de jovens no meio de um grande bosque, temos desorientação, temos objectos estranhos associados a práticas de bruxaria, temos falsos sustos, temos camara tremida, planos rápidos, as interpretações não são nada de especial, o argumento é muito rudimentar e com alguns erros. Gostei daquela sequência do tunel debaixo do chão, uma das cenas mais claustrofóbicas que eu já vi num filme. Mas lá está, o filme não mostra nada de novo, apesar das voltas que os acontecimentos dão, a sensação é que é tudo muito básico. De certeza que haverá imensa gente que vai gostar, mas a mim, assaltou-me a sensação de deja-vu, ou seja, eu já vi este filme e muitas vezes, apenas mudaram o elenco e as personagens. Ainda assim, passa-se um bom bocado ao vê-lo e garanto que os admiradores deste género de filmes, não sairá desiludido. Este filme é uma sequela do filme de 1999, frisado na primeira linha de texto deste comentário, no entanto, não lhe faz justiça. Um último apontamento positivo para o drone, o melhor do filme. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário