domingo, 28 de agosto de 2016

The Jungle Book

Nome do Filme : “The Jungle Book”
Titulo Inglês : “The Jungle Book”
Titulo Português : “O Livro da Selva”
Ano : 2016
Duração : 105 minutos
Género : Aventura/Drama
Realização : Jon Favreau
Elenco : Neel Sethi, Ben Kingsley, Bill Murray, Idris Elba, Giancarlo Esposito, Scarlett Johansson, Lupita Nyong'o, Christopher Walken.

História : Após a morte do pai, Mogli foi deixado na selva indiana ainda bebé. Incapaz de cuidar de si próprio, o pequeno foi resgatado pela pantera Bagheera e criado no seio de uma alcateia. Apesar das dificuldades em ser aceite por quase todas as criaturas selvagens, ele foi crescendo saudável, adquirindo os hábitos dos lobos. Mas a sua vivência só não é pacífica porque quem manda na selva, um poderoso tigre, não gosta dele e o quer ver morto a todo o custo.

Comentário : Mais um filme que vi em que resolvi desligar-me de tudo e regressar à minha infância, tal como havia feito com “Pete's Dragon”. Claro que gostei deste filme, tudo nele está muito bem concebido, recorde-se que é tudo digital e o pequeno Neel Sethi é o único ator relevante de carne e osso que é filmado e surge na pelicula. Não deve ter sido nada fácil para o pequeno ator ter filmado todas aquelas cenas, tendo em seu redor apenas fundos verdes e ter sido colocado a falar para nada. Por isso, eu digo que Neel Sethi e o seu Mogli são o melhor do filme. Os cenários são maravilhosos, está tudo no seu lugar, tudo bem construído e feito, não vi qualquer erro dessa natureza. Os efeitos especiais são soberbos, tudo parece o mais real possível, nota-se que houve um grande cuidado com todos os detalhes no sentido a que a coisa desse realmente certo. Nas salas de cinema, dominou a versão dobrada em português (péssima, segundo se ouviu), mas agora saiu o DVD que abarca igualmente a versão com as vozes originais que resulta bem melhor.

Gostei de quase todas as personagens, menos do enorme macaco Louie de Christopher Walken, mas eu sou suspeito, porque não gosto muito de macacos. A Kaa de Scarlett Johansson, apesar de ser uma vilã que tenta matar o nosso protagonista, está bem concebida, apesar de um pequeno erro e do facto do miúdo ver nos olhos dela o seu passado não possuir nada de credível. As minhas personagens preferidas foram o Mogli, a loba Raksha e a pantera Bagheera. Não gostei muito do urso, porque penso que o filme ficava melhor sem aquele humor ridículo e os dois números musicais eram totalmente dispensáveis. O interface entre o miúdo e os animais digitais está muito bem concebido. Gostei dos elefantes, mas não entendi porque motivo não existiam leões naquela selva. Achei mal associarem o mal ao tigre, animal já bastante sacrificado ao longo da história da humanidade, as crianças ainda ficam com uma imagem pior destes animais. Faria mas sentido, o macaco gigante Louie ter sido o vilão do filme. Não vi o filme no cinema, vi-o em DVD e no conforto da minha cama, sem ninguém para me incomodar, confesso ter tido uma boa experiência. Um último reparo positivo para a excelente fotografia. E o filme encerra com um belíssimo genérico final. No geral, gostei. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário