sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Sorgenfri

Nome do Filme : “Sorgenfri”
Titulo Inglês : “What We Become”
Ano : 2015
Duração : 80 minutos
Género : Terror
Realização : Bo Mikkelsen
Elenco : Mille Dinesen, Ella Solgaard, Ole Dupont, Marie Hammer Boda, Troels Lyby, Mikael Birkkjaer, Therese Damsgaard, Rita Angela, Benjamin Engell, Diana Axelsen.

História : Uma pequena cidade fica de quarentena porque um vírus que transforma os seres humanos apareceu e alastrou-se. Agora, uma família e um pequeno conjunto de vizinhos tudo fará para sobreviver e protegerem-se dos contaminados.

Comentário : Vi este filme numa destas tardes e confesso ter gostado. Ainda que o filme não seja nada de grandioso, é apenas uma fita razoável. Deste género já se fez bem melhor. Mas também já vi bem pior. Não sendo um filme americano e tratando-se de uma produção europeia, até que não está mesmo nada mau. O filme segue a um ritmo lento, sem nunca nos desviar a atenção para aquilo que de mais importante está a suceder diante dos nossos olhos. A nível das interpretações, o casal protagonista safa-se bem, tal como o filho, a namorada e a filha pequena. A dada altura, as coisas tornam-se um bocado claustrofóbicas, porque o ambiente fica confinado à casa da família, embora hajam as saídas do adolescente, filho do casal. Perto do final e com o desaparecimento da miúda, a família dispersa-se. Aqui os sustos são poucos e o medo é zero, mas o realizador consegue com que fiquemos sempre na expectativa do que irá acontecer a seguir. O filme não nos dá informações sobre a origem do vírus e a coisa termina um tanto ao quanto descontrolada. O principal ponto negativo é o facto do argumento ser cheio de clichés, habituais no género em que se insere. No fundo, é um filme que se vê muito bem. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário