segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Miles Ahead

Nome do Filme : “Miles Ahead”
Titulo Inglês : “Miles Ahead”
Titulo Português : “Miles Ahead”
Ano : 2015
Duração : 100 minutos
Género : Biográfico/Drama
Realização : Don Cheadle
Elenco : Don Cheadle, Ewan McGregor, Emayatzy Corinealdi, Christina Karis, Keith Stanfield, Brian Bowman, Michael Stuhlbarg, Brent Vimtrup, Morgan Wolk, Nina Smilow, Chris Grays, Michael Bath, Reginald Willis, Amber Hawkins, Mariah Means, Ken Early, Jeremy Dubin, Marissa Ford, Jeffrey Grover, Kaitlyn Rawlings.

História : Durante a década de 1970, mesmo no auge da sua carreira, o compositor e trompetista Miles Davis decide abandonar os palcos e fechar-se em casa. Durante cinco longos anos, viveu em quase total isolamento, lidando com uma dor crónica e problemas de voz decorrentes de uso abusivo de drogas. Até que, determinado a fazer uma reportagem sobre a grande estrela do jazz há muito desaparecida, Dave Braden, que se apresenta como repórter de uma célebre revista, o ajuda a regressar novamente ao mundo da música.

Comentário : Quem diria que o ator Don Cheadle ia realizar um filme sobre um compositor de jazz, pois é, a vida dá muitas voltas. Trata-se de um bom filme biográfico, quando ouvi falar neste filme pela primeira vez, nunca imaginei que semelhante ator estava ligado a ele. Foi tudo uma grande surpresa para mim, porque Cheadle saiu-se muito bem, seja como realizador, seja enquanto ator protagonista. Não achei que Ewan McGregor estivesse bem no filme, podiam ter colocado outro no seu lugar e a coisa talvez tivesse funcionado melhor. Confesso que nada sei sobre jazz e muito menos sobre Miles Davis, logo, saí satisfeito por ter ficado a saber umas coisas. A clausura do músico deu-se em parte devido ao facto da esposa o ter abandonado. O problema deste filme é que é um pouco confuso, porque possui uma narrativa que está sempre a alternar entre passado e presente, por vezes, mistura os dois, não mostrando muito bem a clareza dos acontecimentos. O ator/realizador deve ser mesmo um grande admirador de Miles Davis para se ter metido nisto. No fim, aquilo que temos é um filme revelador que nos mostra muito o lado menos bom de Miles Davis. Sem querer ser mau, duvido que algumas coisas que se viram no filme tivessem acontecido de verdade, mas enfim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário