sexta-feira, 22 de julho de 2016

Bridgend

Nome do Filme : “Bridgend”
Titulo Inglês : “A Bridgend Story”
Ano : 2015
Duração : 110 minutos
Género : Drama/Mystery
Realização : Jeppe Ronde
Elenco : Hannah Murray, Josh O'Connor, Patricia Potter, Adrian Rawlins, Nia Roberts, Elinor Crawley, Steven Waddington, Scott Arthur, Aled Llyr Thomas, Jamie Burch, Natasha Denby, Leona Vaughan, Liam Dascombe, Josh Green, Madeline Adams.

História : Setenta e nove suicídios misteriosos, a maior parte entre adolescentes, aconteceram em Bridgend County, uma pequena província de mineração de carvão no País de Gales, entre 2007 e 2012. Sara está se mudando para a área com o seu pai, Dave. Enquanto ela se apaixona por um jovem da região, seu pai tenta parar essa série de mortes.

Comentário : Filme baseado em factos verídicos foi este “Bridgend” que eu vi na madrugada passada. Gostei, mas o filme peca por ter um final inverossímil. Claramente que o foco do filme é a delinquência juvenil que leva quase sempre a atitudes extremistas. Pessoalmente, nunca esperei que a personagem principal (Sara) terminasse daquela maneira, achei mesmo lamentável e ridículo. Aliás, o grande problema deste filme é que tudo acontece muito rápido demais. Por exemplo, a protagonista chega à localidade num dia e, no dia seguinte, já está totalmente amiga do grupo de jovens e participa nas anormalidades deles. E o pior é que o argumento nos fez crer que Sara era uma rapariga calma e ponderada, que apenas pretendia iniciar uma nova vida com o seu pai, longe de chatices e problemas de maior. O argumento é uma bolinha de queijo cheia de buracos. Algumas atitudes dos personagens não batem certo com aquilo que deviam fazer. Mas nem tudo é mau. Gostei da banda sonora (hipnotizante), da fotografia e das prestações de grande parte do elenco, com maior destaque para a linda Hannah Murray. No final, as respostas foram poucas, mas eu entendi o básico. Um último reparo, o cão e o cavalo são lindos. Gostei do filme, mas esperava muito mais, seguramente. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário