quarta-feira, 6 de julho de 2016

Asphalte

Nome do Filme : “Asphalte”
Titulo Inglês : “Macadam Stories”
Titulo Português : “Histórias de Bairro”
Ano : 2015
Duração : 100 minutos
Género : Drama
Realização : Samuel Benchetrit
Produção : Julien Madon/Marie Savare/Ivan Taieb
Elenco : Isabelle Huppert, Gustave Kervern, Valeria Bruni Tedeschi, Jules Benchetrit, Michael Pitt, Mickael Graehling, Larouci Didi, Abdelmajid Barja, Thierry Gimenez, Tassadit Mandi.

História : Num prédio numa cidade, o elevador está avariado. Três encontros. Seis personagens. Será que Sternkowtiz abandona a sua cadeira de rodas para encontrar o amor de uma enfermeira da noite ? Conseguirá Charly, adolescente negligenciado, fazer reviver um papel a Jeanne Meyer, atriz dos anos 80 ? E que acontecerá a John McKenzie, astronauta caído do céu e recolhido pela senhora Hamida.

Comentário : O filme abre com uma sequência que decorre na sala de um dos condóminos de um prédio, onde se preside a uma reunião para apurar quem quer participar na despesa da aquisição de um elevador novo para a habitação. Um dos moradores recusa participar na despesa, porque mora no primeiro andar e não usa elevador, logo, não faz sentido pagar por algo que não usa. Os outros moradores do prédio concordam com ele, mas dizem-lhe que ele fica proibido de se servir do elevador. Ora, esse morador egoísta e nada solidário não podia estar mais enganado. O filme é uma espécie de comédia dramática, onde o humor é bastante subtil. O principal erro do filme é que o prédio possui 10 andares, morando dois residentes por piso, logo a fita apresenta somente seis personagens, ou seja, o realizador podia ter arranjado mais histórias com outros moradores, afinal, na dita reunião de condomínio estavam imensos. Para mim, a história que eu mais gostei foi claramente a do astronauta e da senhora Hamida, devido à natureza da história e ao rumo que as coisas levam. Gostei, mais uma vez, da interpretação da sempre excelente Isabelle Huppert. Michael Pitt e Gustave Kervern também não se saíram nada mal. Um último reparo, adorei a atriz veterana que desempenhou o papel da senhora Hamida, a velhota que acolheu o astronauta. O filme tem estreia no nosso país brevemente e tem distribuição pela Alambique Filmes. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário