domingo, 5 de junho de 2016

Yvone Kane

Nome do Filme : “Yvone Kane”
Titulo Inglês : “Yvone Kane”
Titulo Português : “Yvone Kane”
Ano : 2015
Duração : 119 minutos
Género : Drama
Realização : Margarida Cardoso
Elenco : Beatriz Batarda, Irene Ravache, Mina Andala, Adriano Luz, Samuel Malumbe, Gonçalo Waddington, Francisco Assunção, Susan Danford, Maria Helena, Herman Jeusse, Francilia Jonaze, Mário Mabjaia, Iva Mugalela, Ana Maria Pedro, Rosa Vasco.

História : Depois de uma tragédia que lhe roubou a vontade de viver, Rita decide voltar a África, ao país onde cresceu, e reencontrar Sara, a sua mãe. Enquanto Sara vive os últimos dias da sua vida procurando encontrar um sentido para o seu passado, Rita decide investigar o percurso de Yvone Kane, uma antiga guerrilheira e activista política cuja coragem e determinação marcou várias gerações e cuja morte nunca ficou esclarecida.

Comentário : Segundo filme da realizadora Margarida Cardoso que eu tive a oportunidade de ver. Confesso ter gostado mais deste “Yvone Kane” do que de “A Costa dos Murmúrios”, embora tenha gostado dos dois. Mais uma vez, Beatriz Batarda esteve muito bem, confesso que fiquei a gostar mais desta actriz devido a estes dois filmes, antes nunca reparei muito nela. Irene Ravache está igualmente poderosa no seu papel de mãe da protagonista. A química entre as duas resultou muito bem. O que resultou também muito bem foi a trama. Por um lado, temos a busca da nossa protagonista por informações e artefactos relacionados com a tal guerreira do titulo, temos a relação dela com a mãe e, por último, acompanhamos a história do protegido dela e a noticia do seu envolvimento no caso da violação das duas adolescentes de raça negra. A realizadora dá-nos também alguns planos muito bons do elenco, mas nomeadamente de Beatriz Batarda. O elenco de secundários também fez um bom trabalho. A fotografia é boa. O som, um dos grandes problemas do cinema português, surge aqui melhorado, já vi melhor, mas também já vi pior. Por último, temos que frisar o excelente trabalho feito por Margarida Cardoso enquanto realizadora, está muito bom. Bom filme. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário