sábado, 11 de junho de 2016

Virgin Mountain

Nome do Filme : “Fusi”
Titulo Inglês : “Virgin Mountain”
Titulo Português : "O Grande Fusi"
Ano : 2015
Duração : 96 minutos
Género : Drama
Realização : Dagur Kari
Elenco : Gunnar Jonsson, Franziska Una Dagsdottir, Ilmur Kristjansdottir, Margret Helga Johannsdottir, Sigurjon Kjartansson, Arnar Jonsson, Thorir Saemundsson.

História : Fusi é um homem obeso de 43 anos que ainda vive com a mãe, ele tem um emprego mediano e nunca teve uma mulher na vida. Ao conhecer uma estranha florista que se transforma numa espécie de namorada e uma menina pequena que se torna sua amiga, Fusi começa a ver a vida de uma outra forma.

Comentário : Os cartazes do filme enganam. Não se trata de uma comédia nem tão pouco de uma comédia dramática, estamos perante um drama profundo e muito humano que mexe em temas como o bullying, a intolerância, a discriminação, a indiferença, a falta de afectos e de auto-estima, a proibição de amizades supostamente erradas apenas devido a grandes diferenças de idades, a falta de compaixão, mas a cima de tudo, o tema principal é sobre um homem bondoso e amigo de todos que carrega o fardo de ser um dos homens mais azarados do mundo. Pessoalmente, senti um grande carinho pelo protagonista, é um ser adorável e sem qualquer tipo de interesses ou maldade, como existem muito poucos por esse mundo fora. Fiquei comovido em algumas cenas, noutras senti revolta. Até na companheira que finalmente arranja, a tal florista, ele teve azar. Para cúmulo, ainda possui uma mãe extremamente controladora que faz chantagem com ele, para que ele não saia de sua casa e não a abandone, como o recente amante fez. Vindo directamente de um país tão bonito como a Islândia, este filme cativou-me imenso e o considero um dos melhores filmes que tive a oportunidade de ver. A principal razão é porque mexeu comigo. Um último apontamento, a interpretação de Gunnar Jonsson é digna de um oscar. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário