domingo, 26 de junho de 2016

Gueros

Nome do Filme : “Gueros”
Titulo Inglês : “Gueros”
Titulo Português : “Gueros”
Ano : 2014
Duração : 107 minutos
Género : Drama
Realização : Alonso Ruiz Palacios
Elenco : Sebastian Aguirre, Tenoch Huerta, Leonardo Ortizgris, Ilse Salas, Raul Briones, Laura Almela, Adrian Ladron, Camila Lora, Alfonso Charpener.

História : O jovem Tomás vive sozinho com a mãe no México. Desordeiro e problemático, é um enorme peso na vida da progenitora. Um dia, após um acidente, a mãe manda-o ir viver com o seu outro filho. Com a greve de estudantes como pano de fundo, os dois irmãos decidem empreender uma viagem por todo o país em busca do ídolo do pai : o lendário Epigmenio Cruz, estrela rock que fez sucesso algumas décadas antes. Pelo caminho, o irmão mais velho de Tomás, ainda encontrará Ana, uma jovem por quem sempre esteve apaixonado.

Comentário : Gostei deste filme mexicano, principalmente porque é uma espécie de road-movie, um tipo de filmes que eu aprecio bastante. E nesse aspecto, está bem feito. O filme segue a um bom ritmo, somos apresentados à personagem principal, o jovem Tomás, brilhantemente interpretado por Sebastian Aguirre, o rapaz fez os trabalhos de casa. Da mãe dele, pouco sabemos, apenas o essencial, que é uma senhora sofrida pelo abandono do filho mais velho e pela maneira de ser do seu rebento mais novo. O filme prima também por ter uma poderosa fotografia a preto e branco que contribuiu para que a coisa resultasse ainda melhor. Como irmão do protagonista, Tenoch Huerta também não vai mal, são dele algumas boas tiradas. Como referência feminina, temos igualmente uma bastante competente Ilse Salas, apesar de não ser muito bonita, esta jovem atriz soube levar o seu barco a bom porto. É devido a estes factores que gosto de cinema que não seja norte-americano, ou seja, acontecem sempre boas descobertas. Como pontos negativos, tenho que dizer que houve cenas que facilmente se podiam ter retirado, o cineasta podia ter feito isso e ficava tudo condensado em noventa minutos, isso sim, seria um filme ainda melhor. Mas, o que temos já é muito bom. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário