sexta-feira, 17 de junho de 2016

Eternal Summer

Nome do Filme : “Ododliga”
Titulo Inglês : “Eternal Summer”
Ano : 2015
Duração : 103 minutos
Género : Drama/Romance/Aventura
Realização : Andreas Ohman
Produção : Andreas Ohman/Bonnie Skoog/Johannes Hobohm
Elenco : Madeleine Martin, Filip Berg, Fanny Ketter, Torkel Petersson, Mats Qvistrom, Hedda Stiernstedt, Mathilda Von Essen,

História : O jovem Isak e a linda Em conhecem-se durante uma estranha situação. Decidem então embarcar numa jornada, onde pretendem apenas viver e fazer loucuras.

Comentário : Este filme fez-me lembrar o muito aclamado “Badlands” de Terrence Malick, mas eu confesso que o achei bem melhor do que essa conhecida longa metragem, bem superior, diria mesmo. Nos minutos iniciais, somos apresentados a Isak, que julgamos ser o verdadeiro protagonista da fita, tremendo erro. A verdadeira protagonista do filme é Em, uma jovem que Isak conhece numa situação bizarra e acabam por se tornar amigos, amantes e mais tarde parceiros na arte do crime. Durante o filme, o cineasta dá-nos vários flashbacks da infância de Em, bem como da sua relação com os pais, com o psicólogo, mas principalmente com a talentosa irmã. Esses flashbacks facultam-nos um twist bastante curioso sobre o verdadeiro parentesco da miúda em relação à família. O próprio filme em si é adornado de vários twists, o que torna o todo ainda mais delicioso. No ínício, confesso que não simpatizei logo com Filip Berg, mas com o seguimento, ele deu-nos um personagem bastante credível. Pelo contrário, a linda Madeleine Martin sempre convenceu no papel de Em, a sua personagem é bastante forte. O twist que acontece perto do final é brutal. Um dos melhores filmes que vi ultimamente e é sueco. Muito bom. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário