domingo, 15 de maio de 2016

The Lobster

Nome do Filme : “The Lobster”
Titulo Inglês : “The Lobster”
Titulo Português : “A Lagosta”
Ano : 2015
Duração : 120 minutos
Género : Romance/Ficção-Cientifica/Drama
Realização : Yorgos Lanthimos
Produção : Yorgos Lanthimos
Elenco : Colin Farrell, Lea Seydoux, Rachel Weisz, Jessica Barden, Ben Whishaw, John C. Reilly, Michael Smiley, Angeliki Papoulia, EmmaEdel O'Shea, Imelda Nagle Ryan, Ariane Labed, Ashley Jensen, Rosanna Hoult, Olivia Colman, Roger Ashton Griffiths.

História : Neste mundo as regras são simples : nenhum adulto pode estar solteiro mais do que quarenta e cinco dias. Assim, de cada vez que alguém perde um parceiro – seja por divórcio ou viuvez – é levado para um hotel especial para que volte a encontrar um par. Caso não seja bem sucedido, é transformado num animal previamente escolhido por si e levado para o interior de uma floresta. Depois de ser abandonado pela mulher, que o trocou por outro homem, David chega ao hotel com o seu irmão, recentemente transformado em cão. Quando percebe que não há maneira de achar quem se interesse por si e que em breve será transformado em lagosta (o animal que escolheu), decide escapar para a floresta, onde vai deparar-se com outros fora-da-lei como ele, que estão solteiros como ele e querem a cima de tudo, preservar a sua condição humana.

Comentário : Mais um filme bastante estranho que tive a oportunidade de ver, bem, mas este é mesmo muito estranho, para não dizer único. Não me surpreendi por isso, afinal vindo de Yorgos Lanthimos que já nos deu obras bizarras como “Dogtooth” e “Alps”, outra coisa não se podia esperar. Mas fiquei surpreendido por Colin Farrell ter aceitado fazer este papel, ou melhor, ter aceite entrar neste filme, ele mesmo disse numa conferência que não sabia do que se tratava, nem mesmo depois de ter lido o guião. Mas ele está muito bem no filme, até me arrisco a dizer que é a melhor prestação da sua carreira atribulada, afinal ele tem imensos papéis em filmes da treta.

Os outros atores estão igualmente bem, com grande destaque para Rachel Weisz. Não gostei da sequência em camara lenta passada na floresta e as cenas de pancada. Mas adorei aquela cena em que a empregada senta-se no pénis do protagonista e se esfrega nele, tudo com roupa, claramente. Nota máxima para a premissa do filme e para a história em si, nem nos meus piores pesadelos sonhava com algo deste género. Como pontos negativos, apenas tenho que realçar a componente cómica, totalmente dispensável e desnecessária. Um último reparo, o protagonista escolheria ser uma lagosta, porque estas vivem imensos anos. Não sendo um dos melhores filmes do ano, é talvez, o filme mais original de 2015. O filme estreia esta semana nas salas de cinema portuguesas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário