domingo, 24 de abril de 2016

Cavalo Dinheiro

Nome do Filme : “Cavalo Dinheiro”
Titulo Inglês : “Horse Money”
Titulo Português : “Cavalo Dinheiro”
Ano : 2014
Duração : 105 minutos
Género : Drama
Realização : Pedro Costa
Elenco : Ventura, Tito Furtado, António Santos, Vitalina Varela.

História : Perdido num país assombrado pela guerra colonial, pela revolução e pela descolonização, um homem revisita os seus fantasmas pessoais.

Comentário : Confesso que, lamentavelmente, nunca vi nenhum filme da famosa trilogia das Fontainhas que deu ao realizador português tanta fama fora de Portugal. Mas resolvi ver este seu novo filme. Confesso que foi uma boa experiência, apesar de não ter entendido algumas coisas. Basicamente estamos perante uma obra única que aborda não só a pobreza como também as dificuldades dos negros em Portugal. O filme possui uma fotografia espantosa, na realidade, não me lembro de ver uma fotografia tão boa num filme português. De Pedro Costa, apenas vi o filme “O Sangue”, de que gostei. Este “Cavalo Dinheiro” entrou para a “lista” dos filmes mais estranhos e únicos que vi, devido, à forma como foi concebido e como nos é mostrado pelo realizador.

Ventura, personagem que já aparecia em “Juventude Em Marcha” é aqui um doente dos nervos, internado num estranho hospital e sujeito a interrogatórios, felizmente, o final do filme dá-lhe o destino merecido. Gostei imenso da prestação de Ventura, assim como achei curiosa a interpretação da atriz Vitalina Varela. Destaque também para um tema musical muito conhecido que se faz ouvir numa sequência fascinante. A morosa sequência do elevador é a melhor do filme. Foram quase duas horas difíceis de acompanhar. De certeza que deve ter havido imensa gente que foi ao cinema ver este filme e detestou. Na realidade, não é um filme fácil de ver, é muito melancólico e extremamente parado. Mas o cinema de Pedro Costa não é para ser apreciado, é sim, para ser vivido. O verdadeiro cinema é assim, prova disso são os imensos prémios que a fita tem obtido fora de Portugal. Meus amigos, isto é Cinema. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário