sábado, 12 de março de 2016

Spotlight

Nome do Filme : “Spotlight”
Titulo Inglês : “Spotlight”
Titulo Português : “O Caso Spotlight”
Ano : 2015
Duração : 129 minutos
Género : Biográfico/Drama/Histórico
Realização : Thomas McCarthy
Elenco : Michael Keaton, Rachel McAdams, Mark Ruffalo, Stanley Tucci, Billy Crudup, Brian D'Arcy James, Liev Schreiber, John Slaterry, Elena Wohl, Doug Murray, Brian Chamberlain, Duane Murray, Jamey Sheridan, Gene Amoroso, Michael Countryman, Michael Cyril Creighton, Robert B. Kennedy, Neal Huff.

História : Quando a eficaz equipa de repórteres denominada “Spotlight” investiga as alegações de abuso sexual no seio da Igreja Católica, acaba por descobrir décadas de encobrimento aos mais altos níveis das instituições de Boston, religiosas e mesmo do governo, desencadeando uma onda de revelações por todo o mundo.

Comentário : Antes de ter visto este importante filme, eu já tinha conhecimento que existia pedofilia associada à Igreja Católica. Depois de ter visto este filme, fiquei surpreendido porque descobri que a podridão da Igreja Católica é ainda maior do que eu pensava. Confesso que nunca fui católico, apesar de ser baptizado. Nunca vou a igrejas e nem sei rezar. Penso que este filme é muito importante para aqueles que desconhecem a existência dos crimes praticados pela Igreja Católica e muita gente ficará surpreendida depois de o ver numa sala de cinema, quando estrear. Ao longo da história da humanidade, crimes horríveis foram cometidos pela Igreja Católica e em seu nome e os piores estão associados aos abusos sexuais contra menores.

Em relação ao filme, a fita retrata os acontecimentos reais de uma equipa de repórteres que no passado investigou a Igreja Católica da zona de Boston e apuraram que dezenas de padres haviam abusado sexualmente de crianças nas suas igrejas. O Cardeal, em vez de colocar termo à situação e denunciar esses padres, o que fazia era esconder os factos, mudando constantemente os sacerdotes de igreja para outra igreja e, em último caso para os ilibar, eram dados como doentes. A equipa de repórteres em questão, era a “Spotlight” e teve sucesso na sua investigação, mas o pior é que não era só em Boston que esses crimes eram praticados, mas sim, em todo o mundo.

Todo o elenco teve excelentes interpretações, com destaque para Mark Ruffalo, que tem neste filme uma das melhores prestações da sua carreira. O trabalho de realização é incrível, deve ter dado imenso trabalho a fazer este filme, com tanta informação que tinham em mãos. O filme está muito bem montado, o realizador teve imenso cuidado para que nada falhasse. Eu mesmo, fiquei concentrado na fita e estava sempre na expectativa daquilo que iria acontecer a seguir. Confesso que desconhecia desta história, quero dizer, da existência desta equipa e daquilo que eles fizeram. Há uma parte engraçada no filme, numa cena, comentam que há um rato morto no canto da sala dos livros e ninguém se preocupa com isso, fantástico. Trata-se de um filme técnico, mas muito importante, devia ser visto por todos, especialmente por católicos. O filme ganhou o oscar para melhor filme do ano, mesmo tendo preferência por outros dois filmes para ter ganho nessa categoria, fiquei satisfeito pela vitória de “Spotlight”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário