segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Irrational Man

Nome do Filme : “Irrational Man”
Titulo Inglês : “Irrational Man”
Titulo Português : “Homem Irracional”
Ano : 2015
Duração : 90 minutos
Género : Drama/Romance
Realização : Woody Allen
Elenco : Joaquin Phoenix, Emma Stone, Parker Posey, Joe Stapleton, Nancy Carroll, Brigette Lundy Paine, Katelyn Semer, Betsy Aidem, Ethan Phillips, Jamie Blackley, Geoff Schuppert, Tamara Hickey, Sophie Von Haselberg, Ben Rosenfield, Michael Goldsmith, Meredith Hagner, Susan Pourfar, Nancy Villone, Tom Kemp, Eva Senerchia.

História : O professor de filosofia Abe Lucas sente-se infeliz, deprimido e sem motivação seja para o que for. Ao mudar-se para uma nova cidade, acaba por se ver emocionalmente envolvido com duas jovens mulheres muito diferentes : Rita, uma professora solitária que apenas deseja libertar-se da infelicidade do seu próprio casamento; e Jill, uma aluna muito inteligente que se sente atraída pela sua aura de sabedoria e desespero algo existencialista. Mas a vida de Abe muda de rumo principalmente quando, numa ida a um restaurante com Jill, ouve a conversa de uma desconhecida sobre uma decisão de um juíz.

Comentário : Gosto de Woody Allen, seja como pessoa, seja enquanto ator ou cineasta. Este seu novo filme é mais do mesmo no sentido de contar uma história, mas representou uma novidade no que ao tipo de história diz respeito. Na verdade, fiquei deliciado com o argumento e com o desenrolar das coisas. Adorei o personagem de Joaquin Phoenix, parecia o alter ego do próprio Woody Allen, bem como algumas personagens vividas pelo realizador em filmes anteriores. O filme parece andar ali às voltas e nunca sai do mesmo sitio até ao fantástico twist que se dá na cena do café, twist esse que fez as coisas correrem e nos darem uma fantástica história. Não é somente Joaquin Phoenix que está bem no seu curioso papel, a seu lado, temos uma bastante competente e convincente Emma Stone, adorei o papel dela. Apenas achei um pouco forçada a relação amorosa entre professor e aluna. Volto a dizer, a personagem de Phoenix é bastante interessante e confesso que fiquei a zelar para que as coisas com ele dessem certo. O argumento é cheio de voltas e mais voltas, originando um fabuloso final, do qual eu nunca imaginei. Confesso que me diverti imenso a ver este filme, Woody Allen permanece sempre único no seu estilo e ao melhor nível. Adoro o seu cinema. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário