segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Florbela

Nome do Filme : “Florbela”
Titulo Inglês : “Florbela”
Ano : 2012
Duração : 115 minutos
Género : Biográfico/Drama
Realização : Vicente Alves Do Ó
Elenco : Dalila Carmo, Ivo Canelas, Albano Jerónimo, Carmen Santos, José Neves, António Fonseca, Maria Ana Filipe, Beatriz Leonardo, Anabela Teixeira, Rita Loureiro.

História : Florbela Espanca, em terceiras núpcias com Mário Lage, procura inspiração numa Lisboa entre revoltas e festas de foxtrot. Florbela não consegue escrever, por isso mergulha, com o irmão, no lado boémio da capital em plenos anos 20.

Comentário : Foi a algum tempo que eu vi este filme português, embora somente agora tenha tido necessidade de o comentar aqui. Gosto de cinema português, mas não de todo, prefiro aquele tipo de cinema mais independente e mais calmo. No entanto, tenho que dizer que não fiquei muito satisfeito com esta biografia sobre uma das nossas melhores escritoras. Como aspectos positivos temos um bom guarda roupa e uma recriação de época exemplar, já para não falar da fotografia. Podemos contar com uma boa interpretação de Dalila Carmo (uma das minhas actrizes portuguesas preferidas), a actriz desempenhou muito bem o seu papel de protagonista.

A seu lado, temos um Ivo Canelas em excelente forma, adorei a sua prestação, talvez tenha gostado mais da sua interpretação do que da de Albano Jerónimo, ator que eu considero ter estado igual a si próprio. Como aspectos negativos, temos um argumento que anda sempre a dançar de um lado para o outro, o realizador parece não saber apontar na direção certa e, por vezes, a coisa descarrila mesmo. O filme acaba por ser o retrato íntimo de Florbela Espanca : não de toda a sua vida cheia de sofrimento, mas de um momento no tempo, em busca de inspiração, uma mulher que viveu de forma intensa e não conseguiu amar docemente. Penso que as coisas falharam devido a isso mesmo, porque não se focaram naquilo que realmente interessava mais na vida da escritora.

                                                            Dalila Carmo

Nenhum comentário:

Postar um comentário