quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

These Final Hours

Nome do Filme : “These Final Hours”
Titulo Português : “As Horas Finais”
Ano : 2014
Duração : 87 minutos
Género : Drama
Realização : Zak Hilditch
Elenco : Nathan Phillips (James), Angourie Rice (Rose), Jessica Gouw (Zoe).

História : A algumas horas do fim do mundo, um homem e uma menina criam entre eles uma bonita empatia.

Comentário : Pensava que este seria o primeiro grande filme deste novo ano, mas o seu final estragou tudo. Não devido ao final do nosso planeta, porque isso já sabia que ia acontecer, mas por causa da pessoa com quem o nosso protagonista decide morrer. É que o realizador dá-nos a entender ao longo do filme que James ia passar os minutos finais com Rose, mas em vez disso, decide morrer abraçado à namorada. Este final poderá agradar à maioria, mas a mim, desiludiu-me imenso. No entanto, o filme possui mais aspetos positivos do que negativos. Nathan Phillips e a pequena Angourie Rice têm no filme as melhores prestações. A química entre o homem e a miúda funcionou muito bem, seja como atores, seja enquanto personagens. 

É impossivel não ficarmos tristes com a despedida carinhosa entre James e Rose. Essa é a melhor sequência do filme, sendo a segunda melhor aquela em que a amiga de James mata com um tiro certeiro na cabeça aquela mulher nojenta que pretendia ficar com a menina. O filme possui ainda um clima de tensão permanente, que esteve sempre presente ao longo dos oitenta minutos de imagens. O filme deu-me mesmo a sensação de que o mundo ia acabar e todos os secundários desempenharam bem e deram a entender isso mesmo. Os cenários são bons. A banda sonora também ajudou a que tudo tivesse funcionado bem. O filme é detentor de cenas violentas, mas também de sequências muito bonitas e dramáticas. Sinceramente só encontrei dois aspetos negativos neste filme, foram o final e a curta duração. Confesso que gostei bastante desta fita, mas os dois aspetos negativos já referidos foram determinantes para que não o tenha como sendo o primeiro grande filme deste novo ano, temos pena...

Nenhum comentário:

Postar um comentário