segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Still Alice

Nome do Filme : “Still Alice”
Titulo Português : “O Meu Nome É Alice”
Ano : 2014
Duração : 102 minutos
Género : Drama
Realização : Richard Glatzer/Wash Westmoreland
Elenco : Julianne Moore (Alice Howland), Alec Baldwin (John Howland), Kate Bosworth (Anna Howland Jones), Shane McRae (Charlie Howland Jones), Kristen Stewart (Lydia Howland), Hunter Parrish (Tom Howland), Erin Darke (Jenny).

História : Alice Howland é uma mulher de meia idade aparentemente feliz, bem casada e com três filhos adultos. Um dia, fica surpreendida quando o médico lhe faz um diagnóstico muito mau : ela sofre de uma variante muito rara da doença de Alzheimer. Nesse momento, ela sente como se o chão lhe desaparecesse. Como será dali para a frente, como irá o marido reagir, o que farão os seus filhos e, mais importante, como será o evoluir da doença e como ela acabará. São tudo questões que lhe assolam a mente, mas uma coisa é certa, será sempre a piorar.

Comentário : Esqueçam “Mapa Para As Estrelas”, é neste “Still Alice” que a excelente Julianne Moore possui uma das melhores interpretações do ano passado. Num papel nada fácil de desempenhar, ela deu tudo e o resultado está à vista, impecável. Julianne Moore é a alma deste filme independente. A seu lado, Alec Baldwin tem um papel muito gentil, um marido muito amável que prometera ajudar a esposa em tudo aquilo que ela precisar, mesmo no final da sua doença. Já dos filhos, o mesmo não se pode dizer. Anna, filha mais velha, ficará sempre ao lado da mãe, mas a mais nova irá criar sempre problemas à mãe doente. Somente no final, as duas estarão em sintonia, nos dando um final muito forte e bem dramático. Não é filme fácil de agradar à maioria, há que ter bastante paciência para o ver do inicio ao fim. Como já disse, Julianne Moore é uma senhora e consegue aqui levar o seu barco a bom porto, desempenhou na perfeição o duro papel de alguém com uma doença muito grave, que grande atriz, provas disso já foram mais que dadas em outros registos, veja-se o excelente “The Hours” ou o poderoso “Far From Heaven”. A minha cena preferida é aquela que encerra o filme. Para mim, este “Still Alice” agradou-se imenso. Que grande filme.

Nenhum comentário:

Postar um comentário