segunda-feira, 8 de setembro de 2014

All The Boys Love Mandy Lane

Nome do Filme : “All The Boys Love Mandy Lane”
Titulo Português : “Sedução Mortal”
Ano : 2006
Duração : 87 minutos
Género : Thriller/Terror
Realização : Jonathan Levine
Elenco : Amber Heard (Mandy Lane), Melissa Price (Marlin), Whitney Able (Chloe), Anson Mount (Garth), Michael Welch (Emmet), Edwin Hodge (Bird), Aaron Himelstein (Red), Luke Grimes (Jake), Adam Powell (Dylan).

História : Por ser muito linda e sensual, Mandy Lane não é uma simples adolescente como as outras da sua escola. Grande parte dos rapazes estão dispostos a fazerem tudo por ela, bem como a fazer tudo o que ela quiser. Quando a jovem decide aceitar passar uns dias numa fazenda de um dos seus colegas, instala-se a confusão. Junto com ela, vão mais duas raparigas e três rapazes, estes últimos sentem-se uns sortudos por irem passar imenso tempo perto da miúda dos seus sonhos húmidos. No entanto, existe alguém muito perturbado que não parece estar disposto a mantê-los com vida.

Comentário : Dentro do género em que se insere, este filme é um dos meus preferidos. Devido a muitas coisas, mas principalmente por causa de um fantástico twist perto do final. Podemos também contar com um elevado nivel de violência, as cenas das mortes são brutais. Os rapazes parecem verdadeiros animais na disputa da fêmea, a linda Mandy Lane é o centro de todas as atenções. As interpretações são boas, mas o grande destaque vai todinho para a nossa protagonista, além de desempenhar bem o seu papel, a miúda transpira sensualidade por todos os poros, já para não falar da sua carinha angelical. Já tenho visto filmes actuais com ela e a sensação que me dá é que a miúda perdeu qualquer coisa nestes últimos anos.

Existe uma situação neste filme que me deixou a pensar, pelo menos a mim que sou homem e considero as raparigas como sendo a melhor coisa deste mundo. Numa das sequências, esta decorre no celeiro, a jovem Marlin aceita fazer sexo oral a um dos rapazes. Quando a rapariga termina o serviço, pede ao moço que lhe faça a ela também a mesma coisa. Ele nega. Se a rapariga em causa fosse feia ou se não tivesse grandes atrativos, até se podia compreender; mas neste caso, Marlin até tinha uma carinha laroca e tinha um corpo bastante sensual, cheínha, mas toda boa. Então porque é que o moço em causa recusa fazer sexo oral à miúda, eu no lugar dele nem pensava duas vezes, era logo naquela altura que eu dava à rapariga todo o prazer que ela merecia. Claro que alterava o argumento nesta parte e punha o rapaz a fazer sexo oral àquela coisa boa.

No inicio, o filme parece igual a tantos outros, uma rapariga bastante sensual que quase “dá cabo dos rapazes” que, por sua vez, estão dispostos a fazer tudo por ela. Mas a partir do momento em que chegam à fazenda, as coisas assumem um novo patamar e entra no thriller e no terror, dignos de qualquer filme do género. Como já disse, perto do final podemos contar com um fantástico twist envolvendo Mandy Lane e Emmet, fator que foi decisivo para eu gostar ainda mais do filme. O filme acaba em beleza ao som da excelente música “Sealed With A Kiss”, brilhantemente cantada por Bobby Vinton. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário