sábado, 21 de junho de 2014

Tom At The Farm

Nome do Filme : “Tom À La Ferme”
Titulo Português : “Tom Na Quinta”
Titulo Inglês : “Tom At The Farm”
Ano : 2013
Duração : 100 minutos
Género : Drama/Thriller
Realização : Xavier Dolan
Produção : Xavier Dolan
Elenco : Xavier Dolan (Tom), Lise Roy (Agathe), Pierre Yves Cardinal (Francis), Evelyne Brochu (Sarah).

História : Um jovem faz uma longa viagem até uma localidade rural com a intenção de ir ao funeral do companheiro que morreu, vitima de um acidente de automóvel. Mas se a simpatia da mãe do companheiro advém da sua ignorância, que faz de Tom apenas um amigo, o irmão do falecido, machista e homofóbico, começa a questionar a sua presença, tornando-se uma ameaça e uma grande tensão entre eles.

Comentário : Uma vez comentei neste espaço o segundo filme deste jovem realizador e na altura confessei que não tinha interesse em ver o seu primeiro trabalho. Mudei a minha opinião, afirmando assim que tenho imenso interesse em descobrir o filme que deu a Xavier Dolan o estatuto de realizador. Tenho que dizer que ainda não consegui ver o seu terceiro filme. No entanto, hoje vi este seu quarto filme que, confesso ter gostado bastante. Xavier Dolan é uma espécie de menino prodígio do seu pais, com apenas vinte e cinco anos de idade, já realizou cinco filmes e recebera imensos prémios por eles. O seu quinto filme (Mommy) ainda nem estreou dentro do circuito cinematográfico e já é considerado por quem o viu como sendo o melhor registo do jovem director.

“Tom À La Ferme” é um filme algo claustrofóbico, em dada altura, temos a sensação que não podemos fugir dali para lado nenhum, até o carro do nosso protagonista foi inutilizado pelo irmão do namorado. O Tom do título é um jovem bem parecido que viaja até à localidade rural onde reside a familia do seu namorado recentemente falecido numa tragédia. Sim, Tom é gay e a mãe do seu companheiro desconhece que o filho mais novo tinha essa orientação sexual. Depois entra em cena o irmão do amante de Tom, um homem rude e bruto que quer impedir a todo o custo que a mãe apanhe mais uma desilusão, ainda que ele mesmo dê provas de odiar a mãe, um dos maiores desejos de Francis é que a mãe desapareça da sua vida. Assim, Pierre Yves Cardinal possui a melhor interpretação do filme e até o próprio Dolan está impecável. A melhor cena do filme, curiosamente, acontece num campo de milho e mostra a violência. Gostei de quase tudo no filme, menos do final do mesmo. Chega-se ao final da hora e meia e, ficamos na mesma.

Classificação do filme : 4.

Nenhum comentário:

Postar um comentário