domingo, 15 de junho de 2014

12 Years A Slave

Nome do Filme : “12 Years A Slave”
Titulo Português : “12 Anos Escravo”
Titulo Alternativo : “Twelve Years A Slave”
Ano : 2013
Duração : 130 minutos
Género : Drama/Biográfico/Histórico
Realização : Steve McQueen
Produção : Brad Pitt/Steve McQueen
Elenco : Chiwetel Ejiofor (Solomon Northup/Platt), Kelsey Scott (Anne Northup), Quvenzhane Wallis (Margaret Northup), Cameron Zeigler (Alonzo Northup), Lupita Nyong'o (Patsey), Nicole Collins (Rachel), Benedict Cumberbatch (Ford), Michael Fassbender (Edwin Epps), Sarah Paulson (Mistress Epps), Paul Dano (Tibeats), Paul Giamatti (Freeman), Liza Bennett (Mistress Ford), Brad Pitt (Bass).

História : Solomon Northup é um homem negro livre que é enganado e vendido como escravo. Nas plantações para onde é enviado, tenta sobreviver e ao mesmo tempo arranjar uma maneira de poder recuperar a sua liberdade.

Comentário : Hoje resolvi recordar aquele que muita gente considera como sendo o melhor filme de 2013, até ganhou o óscar nessa categoria. Para mim, o filme também é excelente, mas a minha escolha para melhor filme do ano passado já foi aqui escrita. Steve McQueen já havia realizado dois filmes que eu adorei - “Hunger” e “Shame”. Desta vez, surge munido de um orçamento bem mais elevado e com um filme que não sendo comercial, assim o parece. Trata-se de um filme baseado numa história verídica, pessoalmente, nunca tinha ouvido falar de Solomon Northup, adorei ter ficado a par da história deste homem. Brad Pitt produziu o filme e até tem uma curta participação nele. Chiwetel Ejiofor, Lupita Nyong'o e Michael Fassbender foram os que tiveram as melhores interpretações do filme, são como uma espécie de alicerces da obra em questão. O filme aborda uma das situações mais negras da história da humanidade – a escravatura.

Michael Fassbender é uma espécie de ator fetiche de Steve McQueen, entrou nos melhores filmes do realizador. Tal como Ryan Gosling, é um ator que se iniciou no cinema independente. Lupita Nyong'o foi uma agradável surpresa. O filme peca porque mostra muito pouco da vida de Solomon Northup, antes da captura. E depois volta a pecar porque, no final, não mostra como foi a adaptação dele à vida que tinha. No entanto, o filme é brilhante a quase todos os níveis : um perfeito guarda-roupa, um argumento adaptado bastante fiel à história, recriação de época eximia, excelentes interpretações, uma boa banda sonora, boa fotografia, excelentes planos de camara, boa realização (ter perdido para Alfonso Cuaron foi injusto), mas a cima de tudo, é daqueles raros filmes que nos faz sentir aquilo que vemos. Pessoalmente, pensei que o filme fosse ainda mais violento. No entanto, aquela cena perto do final em que Patsey é chicoteada é angustiante e mostra uma situação que chegou mesmo a acontecer naquela época. E o que dizer daquela cena do quase enforcamento de Solomon. Para mim, “12 Years A Slave” é um excelente filme, mas calculo que cairá facilmente no esquecimento do público em geral. Para os cinéfilos a sério, ficará para sempre na memória.

Classificação do filme : 5.

Nenhum comentário:

Postar um comentário