sexta-feira, 16 de maio de 2014

Amores Perros

Nome do Filme : “Amores Perros”
Titulo Português : “Amor Cão”
Titulo inglês : “Love Dogs”
Ano : 2000
Duração : 153 minutos
Género : Drama/Thriller/Crime
Realização : Alejandro González Iñarritu
Elenco : Emilio Echevarria (El Chivo), Gael Garcia Bernal (Octavio), Goya Toledo (Valeria), Alvaro Guerrero (Daniel), Vanessa Bauche (Susana), Jorge Salinas (Luis), Marco Perez (Ramiro), Rodrigo Murray (Gustavo), Humberto Busto (Jorge).

História : Um mendigo vive na miséria e na sombra de um passado sofrido. Um jovem ganha a vida de forma ilegal à custa do sacrificio de cães. Uma modelo vê o azar bater-lhe à porta a partir do momento em que se mete com o homem errado. Um acidente vai ligar estas três pessoas, ainda que seja de uma forma indireta.

Comentário : Antes de nos facultar obras-primas como “21 Gramas” ou “Babel”, o realizador Alejandro González Iñarritu concebeu esta primeira também obra-prima que não teve o reconhecimento merecido. “Amor Cão” é um excelente filme, um drama sobre pessoas que vivem no limite de quase tudo e de outras que passam a viver assim. No caso deste filme violento, até para se ser cão é preciso ter sorte. O filme aborda as lutas ilegais de cães, a violência doméstica, a miséria humana, o divórcio e abandono dos filhos, a decadência moral, as relações extra-conjugais, a ganância do dinheiro, a ignorância humana e tudo isto é servido de forma crua e dura, sem contemplações. A narrativa não é certa, mas sim fragmentada. A banda sonora é boa. As interpretações são excelentes, por vezes, nem parece que estamos a ver um filme, de tão realista que é. Confesso que não vi o filme no cinema, vi-o anos mais tarde na TV. É um filme mexicano e demonstra na perfeição como é a vida naquele país. O filme é constituido por três histórias que estão ligadas, ainda que no inicio não pareça. Particularmente, gostei das três histórias, cativaram-me de igual modo. Quatro anos depois, um realizador surgiu com um filme semelhante aos deste realizador, chamava-se Paul Haggis e trouxe-nos a obra-prima “Crash”. Não aconselho “Amores Perros” a pessoas sensiveis. 

Classificação do filme : 5.

Nenhum comentário:

Postar um comentário